Turismo | Cidades | Culinária |


Principal Geografia Mapa Meteorologia Calendário Administração
Vídeos   Outras

No Sul de Minas, em pleno Planalto da Serra São João, maciço da Mantiqueira, o município tem relevo acidentado, com a sede a 1.300 metros de altitude. Sua área é de 213 Km2 e tem como principal curso d'água o Ribeirão Lourenço Velho. Possuindo terras de excelente qualidade, é hoje o maior produtor de batata-inglesa do País. A colonização da região teve início quando a fazendeira Maria da Fé instala, junto a seu estabelecimento, um povoado chamado Campos de Maria da Fé, em 1815. O êxito das bandeiras que percorreram a região da serra da Mantiqueira e da prosperidade de Maria da Fé foi devido a uma mulher. Segundo a tradição, Maria da Fé, acompanhando uma das bandeiras na região, casou-se com o cacique Jiquitibá, quando ele concordou em revelar os segredos das minas de ouro aos aventureiros. Adquirindo grande poder como esposa do cacique, Maria da Fé empenhou-se na colonização do lugar a partir de sua fazenda e foi a grande responsável pela prosperidade do município e pelo atual nome da cidade. Ao contrário da grande maioria das cidades mineiras, o início de um povoado se deu através da iniciativa feminina. Mais tarde, porém, a transição do povoado a município se deu graças ao empenho do padre Custódio Monterrazo, juntamente com os moradores influentes. Em 1911, o município se emancipa, e a primeira Câmara Municipal é constituída. Fonte: Secretaria da Cultura em 01/10/1999 Informação adicional do Internauta:
A verdadeira doadora do nome da cidade de maria da Fé foi, MARIA DA FÉ DE SÃO BERNARDO, filha do Capitão Antonio Rodrigues de Sá e Helena Severina da Siva. Maria da Fé casou-se com José Rodrigues Braga. Fonte: "Família RODRIGUES DE SÁ-400 anos de genealogia- Marilia Silvia Bueno de Sá- EDICON-2004.
Informado por Marília Sílvia (Internauta colaboradora)

DENOMINAÇÕES ANTERIORES: CAMPOS DE MARIA DA FE;



BússolaNet®2014